Clima - 12 de Agosto de 2019 - 21h06

Meteorologistas preveem o fim do fenômeno climático El Niño

Foto: campoere.com

O último boletim do Centro Americano de Meteorologia e Oceanografia (NOAA) constatou que o fenômeno climático El Niño chegou ao fim no oceano Pacífico. A temperatura na região equatorial está mais baixa do que o normal em sua porção oriental com tendência de resfriamento em todos os setores até o fim de 2019.

Apesar do cenário de neutralidade climática, a atmosfera ainda responde como El Niño em parte desta primavera. Simulações indicam chuva acima da média para a região Sul, especialmente em setembro e outubro,mas não serão registrados extremos como em anos de El Niño clássico.

Com as chuvas mais concentrada no Sul, as precipitações irão demorar mais a regularizar no Sudeste e Centro-Oeste. As primeiras pancadas até devem acontecer a partir de setembro, mas ainda serão espaçadas. Somente no decorrer de outubro a chuva acontecerá de forma mais frequente, para que seja realizado o plantio da safra 2019/2020 de forma mais adequada.

Além disso, diferente da última primavera-verão, onde o calor demorou a aparecer, a tendência é de que ocorram ondas de calor entre setembro e outubro no Centro-Oeste. No verão 2020, no entanto, a tendência é de calor mais fraco do que o registrado em 2019 na maior parte do país.

Voltando ao Pacífico, o NOAA indica neutralidade para o verão 2020. Entretanto, recomendamos cautela com a ideia de que neutralidade seja chuva e temperatura dentro da média. “Normalmente, a neutralidade é influenciada por vieses quentes ou frios do Pacífico. E como o oceano ficará um pouco mais frio do que o normal, a tendência é de que tenhamos um verão com cara de La Niña”, explica o meteorologista Celso Oliveira. Ou seja, diferente do início de 2019, quando a chuva foi irregular sobretudo no Nordeste, a expectativa é de precipitação mais bem distribuída nesta região a partir de fevereiro, além da região Norte e nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Também há maior risco de invernadas, períodos com tempo fechado, chuvoso e temperaturas mais baixas.

Por outro lado, na região Sul e partes de São Paulo e Mato Grosso do Sul, a precipitação tende a ser mais irregular no fim da primavera e, sobretudo, entre o fim do verão e início do outono de 2020.

Fonte: Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Compartilhar:

Veja também

Todos os direitos reservados. Campo Erê.com. 2019