Clima - 21 de Agosto de 2017 - 17h13

​ Efeito La Niña terá fraca intensidade no verão

Foto: Jandir Sabedot/www.campoere.com

O efeito La Niña terá no verão, intensidade abaixo do previsto segundo especialista em previsão do tempo do Canal Rural.

Com as chuvas que avançaram para parte do Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, tem muito produtor ansioso para o fim do vazio sanitário no dia 15 de setembro. Por causa do avanço de uma frente fria, agosto, que é o mês mais seco do ano em algumas cidades de São Paulo e Mato Grosso do Sul, pode acabar com chuva acima da média.

No entanto, os meteorologistas insistem em avisar que esta ainda não é a chuva que veio para garantir a safra de verão. Depois do término dessas instabilidades, que devem durar até terça-feira que vem, dia 22, o tempo seca. E quando será que as chuvas voltam para os principais estados produtores.

Depois de um julho mais seco do que o normal nos três estados do Sul, a chuva voltou com tudo em agosto. Em setembro, as instabilidades serão regulares, mas voltam com mais frequência em outubro.

Como a umidade do solo está elevada na região, não haverá problemas na instalação da safra de verão. Mesmo assim, o plantio deve ocorrer mais tarde do que nos outros estados, por conta do atraso no plantio do trigo, principalmente no Rio Grande do Sul.

Como há expectativa de um La Niña para o verão com fraca intensidade, não há previsão de estiagens severas que devam comprometer a safra de verão.


Fonte: Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Compartilhar:

Veja também

Todos os direitos reservados. Campo Erê.com. 2018